Assinatura RSS

Bela, recatada e do lar

Publicado em

Oi gente,

Vocês devem ter visto que há algumas semanas a revista Veja publicou uma matéria sobre Marcela Temer, esposa do vice-presidente, Michel Temer. Não li a matéria, mas pelo que soube, a revista coloca Marcela como a perfeita primeira dama, bela, recatada e do lar.

gat

Do carnaval

Lógico que essa imagem da mulher perfeita, bela, recatada e do lar, deixou muitas mulheres insatisfeitas e gerou uma grande campanha no Facebook e outras redes sociais em que mulheres postavam fotos com a #belarecatadaedolar desafiando esse estereótipo. Não vou falar da matéria porque, como disse antes, não li, quero falar sobre a campanha das mulheres.

O estereótipo bela, recatada e do lar é empurrado pra gente desde que nascemos. Por mais que as mulheres estejam no mercado de trabalho (e as mulheres pobres sempre tenham estado), é bem comum aquele sonho do marido rico que nos sustenta, o cara que ganha o suficiente para pagar nossas contas e a gente até pode trabalhar, mas por diversão, porque queremos.  Com certeza também conhecemos muitas mulheres que pararam de trabalhar depois que tiveram filhos para se dedicar inteiramente a eles e ao lar.

Claro que a campanha não é contra a Marcela ou as outras mulheres, mas contra o sistema que nos empurra esse ideal e contra a revista que faz uma matéria dessas, elogiando e valorizando esse tipo de mulher. Pois bem, eu poderia discutir mil coisas sobre esse assunto, mas vou discutir mesmo a hashtag.

Vi várias amigas usando a tal hashtag (#belasrecatadasedolar) e muitas delas trocando as palavras. Trocaram recatadas por desbocadas, descabeladas e do lar por do mar, do bar entre outras palavras. Mas o bela, todas mantiveram o bela. Claro que podemos passar horas discutindo padrões de beleza e o que significa ser bela, mas aqui a questão está mais para a importância da aparência, de não conseguirmos nos livrar da obrigação de sermos sempre belas.

bela-recatada-e-do-lar-veja-machista-feminismo-beleza-padrão-isso-aquilo-e-tal

Será que a beleza precisa estar sempre entre nossas maiores qualidades? Será que é tão importante assim a gente ser “bela”? Será que se fôssemos elogiar um homem a beleza estaria entre as qualidades mais importantes?

Não estou aqui pra dar nenhum tipo de resposta, só para provocar a reflexão mesmo. Sempre foi nos cobrado que fôssemos belas, recatadas e do lar, já conseguimos nos revoltar contra o recato e o ser do lar, por que ser bela ainda é tão importante? Será que não devemos rever isso também? Não digo para nos considerarmos feias, mas para darmos valor a outras qualidades, sairmos das aparências, não sermos objeto decorativo de homem, mas importantes por nós mesmos.

Para me acompanhar sigam meu Instagram e a página do Facebook. Para receber os posts no seu e-mail, basta seguir o blog.

Beijos

Anúncios

»

  1. Talvez o manter do bela seja para valorização de si mesma… valorização da autoestima…

    Gostei da reflexão!

    Beijinhos

    Curtir

    Responder
    • Pois é, a gente tem sempre que refletir pra ver o que é essa beleza, pra quem e por que tão importante. Acho importantíssimo nos termos auto estima alta e nos acharmos lindas, mas é sempre bom se questionar o quanto isso tem a ver com o padrão e se realmente a auto estima precisa ter a ver com a beleza.
      Que bom que vc gostou 🙂
      Beijos

      Curtido por 1 pessoa

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: