Assinatura RSS

Refletindo – a universidade e o pedantismo

Oi gente,

Não sei se já comentei aqui, mas eu passei seis anos dentro da universidade e tinha até pensado em seguir carreira acadêmica, ser pesquisadora (isso eu comentei).

livros-trecho-pedantismo-academia-universidade-faculdade-texto-complicado-discurso-issoaquilo-e-tal

Pois bem, vivi no meio acadêmico um tempinho e ainda convivo com muitos amigos que continuam por lá e é claro que existem diversos professores e pesquisadores diferentes, cada um com seu perfil, linha teórica e maneira de expressar. Mas claro que existe também uma tendência, uma tendência a valorizar a linguagem pouco clara e o texto pedante.

Não me entendam mal, não estou dizendo que todo acadêmico é pedante, mas parece que muitos deles se acham superiores por dominar o discurso. Toda frase (seja falada ou escrita) pode ser dita de muitas formas, algumas formas são mais simples de todo mundo entender, o vocabulário é mais simples, outras são mais complicadas e só quem estudou mais e tem um vocabulário maior vai realmente entender. Vou usar um exemplo pra ilustrar, podemos dizer “eu conheço muitas palavras” ou “eu possuo um vasto vocabulário”. Claro que o exemplo é meio bobo, a segunda frase não chega a ser difícil, mas dá pra perceber que ela é bem menos acessível que a primeira, né? É essa a ideia que eu queria passar.

livros-estante-pedantismo-academia-universidade-faculdade-texto-complicado-discurso-issoaquilo-e-tal

E essas pessoas acabam dando valores diferentes pra quem usa palavras (ou pensamentos) mais complicados, quem fala pra poucos, fala melhor, ou seja, quando só o pessoal da academia entende, é melhor do que quando todo mundo entende. Eu aprendi que a língua foi feita para comunicar, mas também que é um jogo político de quem domina mais o discurso. E ela é essas duas coisas, mas você pode escolher como vai usar, se pra mostrar que você é melhor e usa palavras complicadas, ou pra se fazer entender pelo maior número de pessoas possível.

Dominar o discurso (e as tais palavras complicadas) só é muito importante porque tem quem se ache mais importante por isso, o que acaba excluindo os que não conhecem essas palavras. E eu não estou aqui falando de textos com ideias complexas, mas daqueles com palavras difíceis, que poderiam ser bem mais simples se fossem escritos com as palavras que todo mundo usa e conhece.

Bom, eu estudei literatura, existem muitos, muitos tipos de livros de ficção (que foi o que escolhi), mas na universidade esse mundo acaba se restringindo àqueles que têm importância literária. Mas quem escolhe isso? Eu estudei Erico Verissimo (também já falei isso), um autor  consagrado e tudo mais, mas que foi muito lido e muito vendido, ele ganhou a vida como escritor, era um best seller na época. Eu acho que sim, ele discute temas profundos, mas a linguagem, o jeito como conta as histórias é simples e chega a muitos leitores. Ele usa a lingua realmente para comunicar, não para se afirmar como mais inteligente. E eu ouvi de alguns professores que ele não era o autor mais indicado para uma pesquisa, que ele não tinha profundidade. Acredito que disseram isso também por preconceito, por ele ser um best seller, por ele usar uma linguagem que muita gente entende.

livros-pedantismo-academia-universidade-faculdade-texto-complicado-discurso-issoaquilo-e-tal

Principalmente se você está na universidade ou sempre perto de gente que está (sejam alunos, sejam professores), cuidado para não se tornar mais um pedante.

Para me acompanhar sigam meu Instagram e a página do Facebook. Para receber os posts no seu e-mail, basta seguir o blog.

Beijos

Anúncios

»

  1. Oi, Julia.
    Faço faculdade de história em uma instituição pública e ando problematizando essa realidade. Estou quase me formando e também já pensei em seguir carreira acadêmica (e não descarto essa possibilidade do meu futuro), mas ultimamente não vejo a hora de sair deste ambiente. Sinto que os egos ficam inflamados pela condição de se estar presente na academia (no que parece um senso de superioridade social) e se recorre ao pedantismo para a autoafirmação. É uma espécie de disputa de intelectualidade, além da pressão por uma produtividade acadêmica incessante com o Lattes. No entanto, percebo que o sistema social estimula essa competitividade em todas as áreas da vida humana. E é muito complicado se libertar dessas amarras.
    Abraço.

    Curtir

    Responder
    • Com certeza acontece em muitas esferas e temos que tomar cuidado pra nunca inferiorizar alguém por ter menos estudo, informação ou nada assim. Eu acho que precisamos de pessoas com bom senso e empatia na academia, sem ego inflado e tal, então se decidir continuar, continue na luta.
      Beijos

      Curtir

      Responder
  2. WOW! Comentário da Ana dizendo que isso é algo comum me impressionou; os que eram para ser considerados inteligentes estão com o topete desse tamanho, será que fritaram o cérebro e não percebem oque estão se tornando!? Well, não lembro onde ouvi isso mas é algo que gravei, ~seja breve e claro para o maior número de pessoas~ ou era -poucas palavras bem escritas/ditas valem mais do que mil…

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
    • É bem comum isso de “falar difícil” pra parecer mais inteligente, vivi muito isso em várias aulas na faculdade e em muitos textos também. Era bem melhor que o discurso fosse entendido por todo mundo.
      Beijos

      Curtir

      Responder
  3. “temos que tomar cuidado pra nunca inferiorizar alguém por ter menos estudo” “Era bem melhor que o discurso fosse entendido por todo mundo” por que você diz isso? qual a fundamentação que você apresenta?

    Curtir

    Responder
    • Digo isso porque é minha opinião e esse é um blog pessoal. Eu realmente acredito que a informação deve ser de fácil acesso e difundida o máximo possível, mas se você acha que ela deve ser restrita apenas à academia e que quem estuda mais é superior, acredito que temos pontos de vista bem diferentes.
      Beijos

      Curtir

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: