Assinatura RSS

Saga: cabelo platinado

Oi gente,

Quem me acompanha no Instagram (me segue, @juliakubrusly) já sabe que passei esse feriado no Rio de Janeiro. E depois que vim morar em Floripa, ir ao Rio significa, entre outras coisas, ir ao cabeleireiro.

Como dá pra ver, peguei a foto da página da minha cabeleireira.

Corte novo. Como dá pra ver, peguei a foto da página da minha cabeleireira.

Pois é, minha cabeleireira ainda é no Rio (na verdade é em Nilópolis) e estou com ela desde que eu comecei o ruivo laranjinha, em 2012. Foi com ela que fiz toda a minha saga para chegar ao platinado, saga que vou contar hoje para vocês. Sempre achei lindos cabelos brancos, daqueles estilo anime mesmo, mas sempre achei que seria impossível realmente chegar naquela cor. Aí comecei a pintar o cabelo e pesquisar a respeito. Vi fotos de várias pessoas platinadas, mas eu morria de medo de descolorir.

Conversando com a minha cabeleireira decidimos tentar. Eu sou bem decidida para fazer mudanças nos cabelos, mas sou também muito paciente. Eu estava com os cabelos ruivos, então esperei crescer sem pintar, eu queria cabelos virgens e fortes para começar a descolorir. Também decidi platinar com cabelos curtos para que o dano fosse menor. Enquanto isso intensifiquei o cronograma capilar e pesquisei muito sobre descolorantes e água oxigenada.

Meu cabelo virgem

Meu cabelo virgem

Cheguei a conclusão que o melhor seria usar, tanto a oxigenada, quanto o pó Blond me, da marca alemã schwarzkopf, então encomendei ambos os produtos fracionados. O plano era fazer duas descolorações e chegar ao platinado. Eis que chegou o dia.

Fiquei alguns dias sem lavar o cabelo para que a oleosidade protegesse o couro cabeludo. Começamos a aplicar a mistura de descolorante e ox 30 volumes, mas havia algum problema com a oxigenada. Eu não sei explicar exatamente o que houve, mas a consistência da mistura não estava normal, estava espessa, parecia um pouco um mousse, pode ser que, por eu ter comprado fracionado pelos correios sem os cuidados certos de armazenagem, a água oxigenada tenha sido exposta ao Sol e calor e, por isso, tenha se modificado. Bom, a cabeleireira cobriu meu cabelo com papel alumínio para potencializar a descoloração, mas pouco tempo depois começou a soltar água e tivemos que lavar os cabelos às pressas.

Cabelo inspiração. Não entendo nada de mangá e anime, só peguei essa foto do Google

Cabelo inspiração. Não entendo nada de mangá e anime, só peguei essa foto do Google

Meu cabelo estava aquele amarelo ovo mico leão dourado terrível. A segunda descoloração acabamos fazendo com os produtos do salão mesmo, já que a ox estava dando problemas. Durante o tempo de pausa da segunda descoloração comecei a sentir o couro cabeludo muito sensível e, logo depois, enjoo, dor de cabeça e muita dor no couro. A segunda descoloração foi realmente bem sofrida, mas conseguimos alcançar o tom desejado, um amarelo bem clarinho.

Depois foi só lavar, matizar, para tirar o amarelo, e cortar. O couro cabeludo ainda ficou ferido uns dias, mas com muito Bepantol e uma umectação bem potente, tudo se resolveu com rapidez. O cabelo ficou mais frágil sim, e mais ressecado, mas não chegou a ficar elástico ou quebradiço. Espacei mais as lavagens, já que meus cabelos não ficavam oleosos com tanta frequência e mantive o cronograma capilar com foco em nutrição e reconstrução. Atualmente eu tenho só algumas partes ainda platinadas, meu cabelo já está quase todo virgem novamente. Ainda não sei com certeza o que farei quando tirar as últimas pontinhas brancas, mas ideias não faltam.

sobre

Essa foi minha saga para chegar ao platinado, claro que fazer duas descolorações partindo de um cabelo virgem, curto e bem cuidado é mais simples, mas mesmo assim, foram muitas horas de salão e alguns dias de couro cabeludo irritado. Qualquer dúvida deixem nos comentários.

Curtam a página do Facebook e, para receber as novidades no seu e-mail, basta seguir o blog.

Beijos

Anúncios

»

  1. Pingback: Low poo | Isso, aquilo e tal

  2. Pingback: Pintando o cabelo de roxo | Isso, aquilo e tal

  3. Pingback: Atualizando meu cronograma capilar | Isso, aquilo e tal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: