Assinatura RSS

Refletindo – Consumismo

Oi gente,

Já falei algumas vezes que acompanho muitos blogs, um blog indica outro e vou somando mais e mais endereços à minha lista.

batons

Mas do mesmo jeito que eu acrescento novos blogs também faço limpas periódicas. Os motivos pelos quais sigo ou deixo de seguir um blog variam muito, inclusive dependendo do assunto tratado, modo de escrever, fotos, etc. Mas tem uma coisa que eu definitivamente gosto muito. Quando o blog ultrapassa seu próprio assunto, transborda, e trata de outros tópicos importantes e relevantes pro público alvo. Por exemplo, um blog de maquiagem e beleza tratar de autoestima, ditadura da moda ou da magreza, machismo, etc.

Sei que às vezes os leitores não gostam, principalmente quando são assuntos mais polêmicos, mas eu adoro, é algo que me faz querer acompanhar cada vez mais um blog. Pois é, mas embora eu goste, nunca fiz nada parecido por aqui.

Eu tenho muitos posicionamentos e opiniões, mas não sou de falar deles na Internet, principalmente pelo desgaste que as brigas e discussões virtuais geram, mas refleti muito a esse respeito e não acho razoável eu deixar de abordar assuntos que me fazem, justamente, gostar ainda mais de outros blogs.

armário

E o primeiro post que quero fazer tem relação exatamente com esse mundo de blogs de beleza e acompanhar vários blogs. Estou me focando nesse nicho, pois é o que mais acompanho e observo.

Já tem um tempo que ser blogueiro virou profissão, muitas pessoas ganham muito bem com isso e nos blogs de beleza a gente está sempre conhecendo uma nova base, um hidratante milagroso ou o shampoo que vai atender aos nossos pedidos. Pois é, é um apelo muito grande ao consumo, sempre. Na nossa sociedade o apelo ao consumo é muito forte (não tanto quanto em Admirável mundo novo, mas é), sempre precisamos estar comprando algo novo, conhecer os lançamentos e adquirir novidades. Isso sem contar os publieditoriais que são propagandas de fato.

Eu nunca fui uma pessoa muito consumista, nunca comprei roupa todo mês ou precisei de uma roupa nova pra sair, sempre estive no time de quem economiza mais. Claro que tem dias que vou a várias lojas e quero comprar muitas coisas, mas não é algo que acontece com frequência. Houve dois momentos na minha vida que eu me tornei realmente mais consumista, uma época eu comprava muitos sapatos, não chegava a comprar um par todo mês, mas adquiria muito mais sapatos do que eu realmente usava. Ainda mais porque eu sou do tipo que quando ama uma roupa, repete infinitamente, enquanto as outras ficam no armário.

tênis

Outra época foi assim que comecei a comprar maquiagem. Não estou me comparando com as blogueiras e pessoas que mostram coleção de maquiagem com dez bases, mas eu tinha umas quatro abertas, pra quê? Bom, como sou uma pessoa, em geral, bem controlada, assim que percebo o exagero paro com ele, espero as quatro bases acabarem e só vou comprar uma nova quando eu realmente precisar. Mas acabei juntando, tanto sapatos, quanto maquiagens demais. Me desfiz de muita coisa, mas sinda guardei bastante.

Mas eu sei que a maior parte das pessoas não é muito controlada não, principalmente na nossa sociedade que a todo momento parece estar te mandando comprar algo novo. E os blogs entram nessa, o tempo todo mostrando os novos lançamentos e te fazendo desejar um monte de produtos que você não precisa de fato. Eu adoro saber das novidades e montar wishlists, mas reflito muito antes de comprar, vejo se não tenho nada parecido, se preciso daquilo, é bem raro eu comprar algo por impulso. Ok, acabei de fazer um post sobre uma paleta de sombras que eu comprei só pela embalagem, mas te digo, foi uma compra bem pensada e com muita consciência.

Quer dizer, eu não acho que você deve se limitar a comprar apenas o que é útil, mas acho que você deve refletir antes de adquirir qualquer coisa. A gente trabalha um monte, ganha o suado dinheirinho e quer compra coisas, normal. Só tem que tomar cuidado para não sair comprando loucamente tudo que achar legal e sair se endividando, ou ficando sem espaço em casa pelo tanto de coisa acumulada (que você nem usa), além de todo o lixo que você gera. Dinheiro é feito para ser usado sim, mas eu prefiro o uso consciente (e cada um sabe de si), gosto de investir naquilo que realmente vou usar e vai me trazer feliz. Ao invés de gastar em cinco bases, prefiro passar um fim de semana viajando, economizar pra uma casa, carro ou o que for o seu sonho. Consuma de forma consciente, fique satisfeito com suas aquisições e me contem o que acham nos comentários.

Para acompanhar meu dia a dia, me sigam no Instagram (@juliakubrusly). Curtam também a página do Facebook e, se quiserem receber os posts novos por e-mail, sigam o blog.

Beijos

Anúncios

»

  1. Me considero bem mão fechada. E ao contar pras pessoas que trabalho em uma loja de sapato comprovo isso, pois sempre tem aquele comentário ‘então vc tem vários pares’. Não é pq trabalho lá mmque tenho que sair gastando todo meu dinheiro em sapatos. Não sou contra o consumo, mas muitas vezes é preciso pensar antes de abrir a carteira.
    Bjos
    http://www.blablabladakate.wordpress.com

    Curtir

    Responder
  2. Pingback: Batons líquidos | Isso, aquilo e tal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: