Assinatura RSS

Passeando – praia Mole e Galheta

Oi gente,

Acho que todo mundo sabe que o maior atrativo de Florianópolis são as praias, tanto que no verão a população da ilha aumenta muito. As praias ficam mais cheias, os restaurantes mais caros e os engarrafamentos pioram. Tudo isso porque brasileiros e estrangeiros (principalmente argentinos) vêm curtir as praias daqui.

Praia Mole

Praia Mole

Desde que me mudei, ainda não tinha ido de verdade à praia por aqui, só em dias nublados ou meio frios, ainda não tinha aproveitado o sol e a água. O verão aqui é bem quente e um dia, decidi conhecer as praias Mole e Galheta. Uma fica do lado da outra e ambas são próximas à Lagoa da Conceição. Eu não moro perto da praia, o sistema de ônibus aqui é bem ruim, então é sempre uma viagenzinha para chegar, mas vale a pena. As fotos desse post são minhas e do Filipe Manzoni, a edição é dele.

Praia Mole

Praia Mole

A praia Mole tem um estacionamento bem grande para quem vem de carro e temos que andar alguns metros entre a rua, onde descemos do ônibus, e a praia, não é como as praias da zona sul do Rio, onde a areia encontra a avenida. Cheguei na  praia através de um restaurante/ bar/ lojinha. Não sei se existem outros acessos, é possível que o estacionamento tenha um caminho também.

Praia Mole

Praia Mole

A praia não é muito grande, era sexta feira nas férias, então estava cheia, mas um cheio bem diferente de Ipanema (a praia que costumo ir no Rio). Têm uns dois bares grandes e na frente desses bares fica bem cheio, mas nos intervalos é bem mais vazio e muito tranquilo. A praia é de tombo, ou seja, afunda muito rápido, logo estamos com a água na cintura e depois nos ombros, mas mesmo entrando bastante não cheguei a perder o pé, quer dizer, no início ela afunda rápido, mas depois mantém por um tempo a profundidade. Também não é muito calma, inclusive tinham diversos surfistas, então não quis ver exatamente em que momento perderia o pé.

Praia Mole

Praia Mole

Neste dia tinham diversos lugares com bandeiras vermelhas indicando áreas ou trechos perigosos e os guarda vidas estavam bastante presentes, patrulhando a praia, pedindo para banhistas saírem das áreas perigosas, etc.

A Mole é muito linda, a água é bem clarinha e não estava muito frio, mas parece que este ano as águas de Floripa estão mais quentes. Como estava muito calor, a temperatura estava ótima e muito refrescante. Tinha um ventinho que ajudava a refrescar também.

Praia Mole

Praia Mole

Em um dos cantos da praia tem um bar chamado bar do Deca (não confundir com o restaurante do Deca, que fica no canto da lagoa) onde toca música pop bastante alta e o público é principalmente de gays. Perto deste bar, ainda mais para o canto, tem umas pedras muito bonitas que marcam o fim da praia. A gente pode subir nelas, ver uma vista linda e tirar fotos sensacionais. Ali onde a água encontra com as pedras, forma tipo uma piscininha, a água fica bem mais calma e é possível ver peixinhos nadando. É nesta ponta também que parte a trilha para a próxima praia, a Galheta.

Praia Mole

Praia Mole

A Galheta é uma praia de nudismo opcional, ou seja, você não é obrigado a tirar a roupa, apenas tem essa possibilidade. A trilha que parte da praia Mole é bem curtinha e muito simples, mas esconde a praia e dá privacidade aos nudistas. A praia também é linda e também tem diversos guarda vidas. O problema é que no dia que fui tinham muitas águas vivas, muitas mesmo, por isso não me arrisquei a entrar na água. É uma praia com menos ondas que a Mole e a temperatura da água é parecida. Parece que as águas vivas não são um problema crônico daqui e estão ligadas com o aumento da temperatura da água esse ano.

Praia da Galheta

Praia da Galheta

A Galheta é uma praia bem mais vazia do que a Mole. No canto oposto ao da trilha de chegada tem mais uma trilha que dá em umas pedras. Não tem outra praia depois dela, mas podemos ver a Galheta de cima e também um paredão de pedras que tem depois.

As coisas na praia são bem caras, eu não comi lá porque já tinha almoçado, mas vi que o aluguel de guarda sol era R$10,00 e paguei R$5,00 para tomar uma água. Eu estava com muita sede, mas depois vi que se tivesse procurado bem, poderia ter pagado três reais. Enfim, praia no verão em Florianópolis pode ser um passeio bastante caro, como têm muito turista, os preços aumentam demais, se quiser economizar dinheiro, leve sua própria água e lanchinho.

Vocês conhecem essa praia? Têm alguma outra para indicar por aqui?

Sigam o blog pra receber as atualizações no seu e-mail.

Beijos

Anúncios

»

  1. querida, belíssima praia…lembro da joaquina, dos ingleses…o hino da cidade de floripa a define bem :”um pedacinho de terra perdido no mar”. saudade, é apenas um alozinho, ontem fraturei o braço esquerdo, ainda bem que sou destra rs. carinhos pra ti e filipe

    Curtir

    Responder
    • Cinda, bom te ver por aqui! Aqui é lindo mesmo, estou aproveitando para conhecer. Que chato essa história do braço, ano passado fraturei o pé também. É bem chato, mas passa. Melhoras! Beijos

      Curtir

      Responder
  2. Prima eu e Gabi fomos criados na fortaleza da Barra onde o Deca da barraca da Mole sempre morou… hoje ele eh dono de um grande e sofisticado restaurante o Ponta das Caranhas. O melhor caminho para a Galheta é uma trilha que sai da fortaleza do caminho onde eh o canal da praia da Barra e chega no meio do morro já no final da praia. Essa trilha ainda eh dos pescadores que na época dos cardumes de tainha vão lá pescar. O banho de mar no final das Galheta eh o melhor do mundo! nunca tem onda e também não afunda ligeiro. Saudades dessa praia que eh parte de minha vida! Uma coisa engraçada eh que a barraca do Deca virou um grande point gay e ele, manezinho da ilha Machão, teve que se dobrar pois que enriqueceu por conta dos homossexuais que em sua barraca fizeram o point! Vai depois conhecer as praias do sul da Ilha. Lagoinha do Leste e Naufragados! beijos e eu estou adorando teus posts! asé!

    Curtir

    Responder
    • Já fui no ponta das caranhas, não sabia que era dele também. Cheguei na Galheta pela Mole mesmo. Quero conhecer todas as praias ainda, mas são muitas, tenho que ir aos poucos. Adorando você por aqui também. Beijos

      Curtir

      Responder
  3. Pingback: Passeando – Praia do Campeche | Isso, aquilo e tal

  4. Pingback: 63 | Isso, aquilo e tal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: