Assinatura RSS

Viajando sozinha – Parte 1

Oi gente, Quero contar uma experiência para vocês, como o post ficou enorme, acabei dividindo em duas partes, hoje sai a primeira, a outra, posto em breve. Bom, pra começar é importante que vocês saibam que eu amo viajar, estou sempre pensando na próxima viagem ou em lugares que quero ir. Em Dezembro agora surgiu a oportunidade de ir ao Rio, encontrar a família, ver os amigos, etc. Eu e o Filipe, meu namorado, saímos de Floripa no início de Dezembro. Ele tinha o mês todo planejado, tinha ida e volta compradas e passaria o Natal com a família no Rio Grande do Sul. Eu só tinha a ida e não sabia onde passaria o Natal, já que minha família não comemora mais, não queria passar com ele e nem sozinha em Florianópolis. A gente decidiu também, que se encontraria dia 26 em Curitiba para passar o Reveillon juntos.

Museu Oscar Niemeyer - Curitiba/ PR

Museu Oscar Niemeyer – Curitiba/ PR

Tive a ideia, então, de fazer Rio – Curitiba de ônibus em dez ou quinze dias de viagem parando e conhecendo diversos lugares. O plano parecia lindo, mas eu não tinha companhia. Sei que muita gente tem sonho de viajar sozinho ou ama esse estilo de viagem, mas essa nunca foi a minha. Nunca viajei sozinha e nunca quis. Na verdade, já não gosto de pegar ônibus ou avião sozinha pra encontrar alguém no destino, imagina uma viagem inteira. Mas meus amigos estavam trabalhando, ninguém podia tirar dez ou quinze dias de férias para viajar. Além disso, é difícil alguém que tope passar o Natal longe de casa. Enfim, eu não tinha passagem de avião, os preços só aumentavam, não queria ficar no Rio e tinha que estar dia 26 em Curitiba. Decidi fazer a tal viagem sozinha, sair do Rio e ir descendo, aos poucos até Curitiba. Comecei então a pensar nas cidades que eu iria. Gosto de curtir bem uma cidade, essa coisa de passar cada dia em um lugar e não conhecer nada direito não é a minha, então eu escolheria no máximo três lugares, já que seriam uns dez dias de viagem. Outra coisa que eu devia prestar atenção, eu estaria completamente dependente de transporte público, ou seja, a cidade tinha que, ou ser muito pequena, para andar a pé, ou ter bastante ônibus, metrô, etc. Além disso, um local não poderia ser mais do que dez horas de distância do outro, já que esse é o tempo máximo que suporto em um ônibus. E por último, mas não menos importante, eu não queria gastar muito, então nada de lugar com hospedagens caras, passeios de barco ou restaurantes caros.

Museu do Ipiranga - São Paulo/ SP

Museu do Ipiranga – São Paulo/ SP

A última cidade já estava decidida, Curitiba, onde encontraria meu namorado. Bom, e o que mais? Por fim, acabei decidindo por apenas duas cidades, São Paulo e Curitiba. As duas cidades eu já conhecia de passagem, mas queria voltar com mais calma. Inclusive planejo fazer post sobre elas mais pra frente. Decidi ficar em hostel, quartos compartilhados femininos e escolhi os hostels com base nos comentários do site booking. Por ser minha primeira viagem sozinha e por não conhecer muito bem as cidades, deixei todos os dias reservados. Algumas pessoas me disseram que o melhor era reservar apenas a primeira noite e, estando na cidade, decidir se seria melhor trocar ou não a hospedagem, podendo visitar novos lugares, ver o ambiente etc. Mas era Dezembro, muita gente viajando, fiquei realmente com medo de não encontrar hospedagem e ficar sem ter onde dormir. Esse perrengue eu não queria passar sozinha.

Bosque do papa - Curitiba/ PR

Bosque do papa – Curitiba/ PR

Locais decididos, hostels reservados, deixo para o próximo post minhas impressões e opiniões sobre essa experiência.

O segundo post já está no ar, vejam lá.

Beijos

Anúncios

»

  1. Louca para ouvir o resto da história da minh viajante linda ❤️

    Curtir

    Responder
  2. Na espera do próximo: )

    Curtir

    Responder
  3. Pingback: Viajando sozinha – parte 2 | Isso, aquilo e tal

  4. Pingback: Aplicativo – Trip Advisor | Isso, aquilo e tal

  5. Pingback: Como viajar mais – dicas | Isso, aquilo e tal

  6. Pingback: Refletindo – expectativas | Isso, aquilo e tal

  7. Pingback: 25 dias na Bahia – ida: Vila Velha | Isso, aquilo e tal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: